Teste do Pezinho ou triagem neonatal

O Teste do Pezinho é um exame laboratorial simples que tem o objetivo de detectar precocemente doenças metabólicas, genéticas e/ou infecciosas que poderão causar lesões irreversíveis no bebê. É um dos exames mais importantes para detecção de patologias em recém-nascidos.

O teste mais simples é oferecido pelo SUS e consegue identificar até 12 doenças. Teste mais completos, que conseguem identificar mais doenças, são oferecidos por nós, da Imune Kids, por meio de uma equipe altamente especializada e com uma estrutura com os melhores recursos tecnológicos existentes.

Como o exame é feito?

O exame é realizado através da análise de amostras de sangue coletadas através do calcanhar do bebê, uma parte do corpo que, por possuir muitos vasos sanguíneos, facilita a coleta e realização do exame. Por isso o nome "teste do pezinho". É um procedimento simples que não traz riscos para a criança.

Por que o teste é tão importante?

Se descobertas a tempo, algumas doenças podem ser evitadas, assegurando o desenvolvimento saudável da criança. O pediatra poderá adequar a dieta do bebê ou determinar o uso de medicamentos para evitar sintomas ou complicações futuras, por exemplo.

Para quem este exame é indicado?

Este teste é indicado para todos os recém-nascidos a partir do 3º dia de vida, que já tenha iniciado alimentação láctea, e de preferência antes de completar um mês. Bebês prematuros também podem fazer o exame, mas devem ser submetidos a uma segunda coleta 120 após o nascimento e, em caso de transfusão de sangue, mais uma 120 após o procedimento.

Por que fazer o teste na Imune Kids?

Além de termos a melhor equipe de saúde da região, nosso espaço físico dispõe de recursos que tornam o ambiente mais seguro e aconchegante para o bebê! Além disso, nosso teste do pezinho consegue detectar inúmeras doenças, promovendo maior qualidade e especificidade nos resultados.

teste do pezinho é obrigatório

Atualmente, o teste do pezinho é obrigatório por lei em todo o território nacional. Alguns municípios, inclusive, não permitem que a criança seja registrada em cartório se não tiver feito o exame anteriormente.

Você sabe quais as principais doenças que o exame consegue detectar?

Trouxemos aqui as mais comuns, porém salientamos que alguns testes do pezinho identificam mais de 100 doenças.

1 - Fenilcetonúria e outras doenças hiperfenilalaninemias

doenças causadas pela ausência ou redução da atividade de uma enzima responsável pela quebra da fenilalanina em tirosina;

2 - Hipotireoidismo congênito

doença decorrente da falta ou da redução da produção do hormônio da tireoide;

3 - Anemia falciforme e outras hemoglobinopatias

doenças causadas por uma alteração na estrutura da molécula de hemoglobina;

4 - Fibrose cística

doença causada pelo acúmulo de secreções mais densas e pegajosas nos pulmões, no trato digestivo e em outras áreas do corpo;

5 - Hiperplasia congênita da supra renal

doença causada pela deficiência da enzima 21-hidroxilase que está envolvida na produção de hormônios da glândula suprarenal;

6 - Deficiência de biotinidase

distúrbio causado pela falta de enzimas de biotinidase;

7 - Deficiência de TBG (Globulina Ligadora da Tiroxina T4)

deficiência parcial da proteína transportadora de tiroxina;

8 - Aminoacidopatias e Distúrbio do Ciclo da Ureia

distúrbios no metabolismo de aminoácidos;

9 - Tirosinemias

doenças em que ocorre elevação tanto da fenilalanina quanto da tirosina, levando a um quadro progressivo de insuficiência hepática, diátese hemorrágica e lesões renais;

10 - Distúrbios da Beta Oxidação dos ácidos graxos e das Acidemias orgânicas

doenças causadas pela deficiência da atividade de uma enzima, resultando no acúmulo tecidual de um ou mais ácidos carboxílicos;

11 - Deficiência de Acil-CoA e Desidrogenase de cadeia média

doenças que desencadeiam convulsões, vômitos e falta de ar e que são causadas por uma deficiência da enzima de desidrogenase alfa cetoácida;

12 - Doenças lisossômicas (Doença de Gaucher, Pompe, Fabry e MPS I)

deficiências de enzimas envolvidas na catálise e nas etapas de degradação de glicosaminoglicanos (GAGs), sendo caracterizadas pelo acúmulo intralisossomal e aumento da excreção urinária de GAGs parcialmente degradados;

13 - Galactosemias

incapacidade do organismo de metabolizar a galactose em glicose;

14 - Deficiência da G6PD

causa quadros hemolíticos com anemias de intensidade variável que podem surgir durante infecções ou contato com certos medicamentos;

15 - SCID, AGAMA e outras imunodeficiências congênitas

doenças causadas por defeitos ou ausência de uma série de genes hereditários;

16 - Toxoplasmose congênita

doença que pode causar calcificações cerebrais;

17 - Sífilis congênita

infecção de múltiplos sistemas transmitida ao feto pela placenta;

18 - Doença de Chagas

doença causada por um protozoário e transmitida pela mãe para o bebê durante a gestão;

19 - Citomegalovirose

doença capaz de acarretar sequelas neurológicas, visuais e auditivas no bebê;

20 - Rubéola congênita

pode resultar em anomalias congênitas como diabetes, catarata, glaucoma e surdez;

21 - Soropositivo para HIV

normalmente adquirida da mãe no momento do nascimento;

22 - Surdez congênita

pode se dar através de uso de medicamentos que prejudicam as células do ouvido durante a gravidez.

Na triagem neonatal, quando a clínica e o pediatra trabalham em conjunto e conhecem as sensibilidades e especificidades dos testes realizados, pode-se alcançar o melhor resultado desta ferramenta preciosa.

Se você ainda não garantiu o Teste do Pezinho do seu neném, na Imune Kids você encontra. Garanta a qualidade de vida do seu bem mais precioso.

Todos os caminhos do seu filho vão depender deste primeiro passo!